Serviços

A endoscopia hoje deixou de ser apenas um exame diagnóstico. Devido aos avanços em procedimentos endoscópicos, hoje existem vários tratamentos terapêuticos que se utilizam desse método.

As vantagens são muitas: as endoscopias não envolvem riscos cirúrgicos, além de serem procedimentos mais rápidos e com alta praticamente imediata.

Procedimentos

  • Consultas Clínicas

    Nas áreas de Gastroenterologia, Endocrinologia, Nutrição e Psicologia.

  • Plasma de Argônio para tratamento do reganho de peso pós cirurgia bariátrica de bypass

    Método de emagrecimento para quem realizou a cirurgia bariátrica e voltou a ganhar peso.

  • Balão Intragástrico

    Esse é o principal tratamento oferecido pela clínica. O balão intragástrico é um tratamento endoscópico de combate à obesidade que consiste na colocação, no estômago, de uma prótese de silicone em formato de esfera, preenchida por água e azul de metileno. As próteses comportam um volume entre 400 a 700 ml, de acordo com o caso.

    O método é extremamente seguro. Por ser realizado por meio de endoscopia, não envolve os riscos de um procedimento cirúrgico. No método, também não é usado nenhum tipo de medicamento para emagrecer. A alta do procedimento é imediata e os riscos envolvidos são mínimos.

  • Endoscopia Digestiva Alta Diagnóstica

    O termo “endoscopia” em sua origem grega significa “examinar por dentro”. No exame de endoscopia digestiva alta, o esôfago, o estômago e o duodeno são visualizados internamente, buscando diagnosticar possíveis doenças nestes órgãos.

  • Endoscopia Digestiva Alta Terapêutica

    A endoscopia hoje trata diversas doenças com grande eficácia, evitando procedimentos mais agressivos. Os tratamentos endoscópicos oferecidos pela Endogastro Rio são:

    – Ligadura elástica de varizes de esôfago

    Esse procedimento evita a hemorragia digestiva alta em pacientes com hipertensão portal.

    – Dilatação de esôfago

    A técnica permite que pacientes com distúrbios como a acalásia, a estenose péptica do esôfago e a estenose por lesão cáustica se alimentem normalmente, sem necessidade de cirurgia.

    – Próteses de esôfago

    A colocação da prótese permite que pacientes com tumor de esôfago voltem a se alimentar de maneira normal.

    – Controle de sangramentos

    A terapia por meio de endoscopia possibilita que sangramentos decorrentes de úlceras, de varizes de esôfago e outros, sejam controlados, sem necessidade de cirurgia.

    – Gastrostomia

    O procedimento permite que pacientes com sequelas neurológicas e que não conseguem mais engolir alimentos voltem a ter uma nutrição adequada. Pessoas que sofreram AVC ou pessoas que têm doenças degenerativas, como a esclerose múltipla e a esclerose lateral amiotrófica, entre outras, também podem se beneficiar do método.

    – Tratamento de complicações da cirurgia bariátrica

    Diversas complicações da cirurgia bariátrica podem ser tratadas por endoscopia, não necessitando nova intervenção cirúrgica. Estenoses de anastomose podem ser corrigidas por dilatação endoscópica com balão de TTS, fístulas podem ser tratadas com a colocação de próteses, entre outras possibilidades.

  • Colonoscopia diagnóstica

    A colonoscopia é o exame endoscópico do intestino grosso e porção distal do íleo. O método é usado principalmente para detectar pólipos (lesao semelhante a verrugas, que podem se transformar em tumores malignos, e sao retirados por meio de colonoscopia, prevenindo o câncer de intestino), bem como  tumores em estágios avançados.

    A colonoscopia também é eficiente na detecção de doenças intestinais inflamatórias e outras patologias. Além da avaliação da mucosa intestinal e do calibre do órgão, o exame permite ainda a coleta de material para exame histopatológico (biópsia) e a realização de procedimentos como a retirada de pólipos (polipectomia), a descompressão de volvo intestinal e a hemostasia de lesões sangrantes.

  • Colonoscopia terapêutica

    A colonoscopia também pode ser usada no tratamento de doenças. São dois os serviços com função terapêutica oferecidos pela clínica:

    – Polipectomia

    Consiste na retirada de pólipos, focos de futuros cânceres em potencial. Por meio do método, é possível prevenir o câncer de cólon ao remover os pólipos, dispensando procedimentos cirúrgicos, mais invasivos.

    – Hemostasia

    Por meio desse método, é possível controlar hemorragias no intestino, em sua maioria causadas por divertículos ou angiodisplasias. Neste caso, a colonoscopia, novamente, dispensa um procedimento cirúrgico.